15 de mar de 2013

Fóssil com 33 mil anos de um cão é encontrado na Sibéria




Foi encontrado um fóssil canino no sul da Sibéria que acredita-se ser de um dos mais antigos antepassados do cão moderno...



Em estudo publicado na revista científica “Plus One” por Anna Druzhkova, após os extratos do interior do dente passarem por testes de DNA, o resultado confirmou que o achado possui cerca de 33 mil anos.

O Cão de Atai,seria mais próximo dos cães modernos e canídeos pré-históricos achados no continente americano do que dos lobos.

Crânio achado na Sibéria em estudo de 2011 também mostra cão de Altai (Foto: PLoS One/Ovodov et. al.)

A origem do cão doméstico teria começado antes mesmo da agricultura, há 10 mil anos atrás.
Apesar dos cientistas ainda não poderem afirmam ao certo quando houve a separação e o cão virou uma espécie distinta do lobo, estudos apontam essa mudança para 100 mil anos atrás, porém, o vestígio mais antigo de um cão moderno data há 36 mil anos.

"Esse fóssil também revela uma história mais antiga dos cães fora do Oriente Médio ou do Leste da Ásia, que até agora se pensava que era o berço do cão moderno"-Afirmam os pesquisadores russos,responsáveis pelo estudo.

Fonte: Portal do Dog e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!Seu comentário é muito importante para nós!
Comentários sobre,críticas,e pedidos são feitos na página de Contato,ou então,nos mande um e-mail: guiaanimal-contato@hotmail.com
Obrigada!

 

Criação gráfica
e sistema por:
Malu Favero
| Proibida a cópia
| Bem Vindos